Para Edificar…

Deus tem nos ministrado todo Domingo no templo, onde temos sido desafiados a VIVER o evangelho de forma prática, ou seja, a ser nesta vida quem realmente somos, NOVA CRIATURA em Cristo Jesus e não o que já fomos um dia…

Logo, gostaria de desafiá-los a continuar meditando um pouco sobre sermos Imitadores de Deus em Cristo! , que está baseado no texto de Ef 5. 15-17. 3ª Parte

Aqui Paulo nos adverte a observar que devemos andar com cautela, ou seja, evitando todos estes perigos (seja da sonolência ou até mesmo de morte espiritual – v. 14), não mais como tolos desavisados, antes ele nos apresenta quatro razões para andarmos de forma sábia: A Vida é curta (remindo o tempo,… v. 16a); Os dias são maus (…porque os dias são maus. v. 16b);  Deus nos deu uma mente (…por esta razão, não vos torneis insensatos,… v. 17a); Deus tem um plano para nossa vida (…mas procurai compreender qual a vontade do Senhor. v. 17b). Os versos de 15 a 17 definem o andar em sabedoria em dois pontos principais:

Primeiro, as pessoas sábias tiram maior proveito do seu tempo, pois o verbo remir tem o sentido de “resgatar, comprar, pagar um preço”, e tempo, o sentido de oportunidade. Coisa esta que se não aproveitada, jamais é recuperada. Paulo está dizendo aqui o seguinte, pague o preço, mas aproveite ao máximo as oportunidades, pois elas não voltam mais. O preço a ser pago aqui, é o de fugir das seduções da carne, do mundo, das que satanás nos apresenta e que facilmente nos pervertem, levando-nos a ruína espiritual. As pessoas sábias têm consciência de que o tempo é um bem precioso. Todos nós temos a mesma quantidade de tempo ao nosso dispor: 60 minutos por hora, 24 horas por dia, 365 dias por ano, mas só os sábios empregam seu tempo de forma proveitosa, não desperdiçando nem um minuto se quer.

Segundo, as pessoas sábias discernem a vontade de Deus, isto é, Deus o Pai tem um plano, um propósito na vida de cada cristão salvo por Cristo. Sendo assim, fica fácil entender o que Paulo tinha em mente, ou seja, que os sábios sabem discernir a vontade de Deus e não desperdiçam as oportunidades com coisas tolas, que só levam ao desanimo e a morte espiritual. Antes, eles procuram com todo afinco conhecer e praticar a vontade do Pai. O próprio Jesus orou desta forma: “Não seja feita a minha vontade, mas a tua” (Lc 22.42); e ensinou-nos a orar assim também: “seja feita a sua vontade, assim na terra como no céu” (Mt 6.10). Nada é mais importante na vida do que descobrir e praticar a vontade de Deus. Estar no centro da vontade do Pai é a prioridade das prioridades do verdadeiro cristão que imita a Jesus, pois foi isso mesmo que ele nos mostrou com seu exemplo, a fim de que imitássemos a Ele. Somos sábios quando fazemos isso e tolos quando deixamos de fazê-lo. Pense nisto…

Pr. Carlos Eduardo dos Santos Azevedo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s